Diagnóstico Industrial e Comercial

Análise na necessidade com focos de desperdício e formas de minimizar a geração de resíduos, proporcionando economia nos processos produtivos.

Laudo Passivo Ambiental - LPA

Documento técnico que investiga a existência de dano ou um risco em potencial às propriedades de um bem ambiental. Uma área contaminada apresenta substâncias químicas nocivas, no ar, no solo ou na água, na superfície ou abaixo da superfície, resultantes de atividades humanas, como a presença de resíduos. Um passivo ambiental representa um dano não só na qualidade da água e do solo, como também um risco a saúde da população.

Laudo de Ruído Ambiental

Documento técnico que atesta os resultados da medição de ruídos, avaliando as condições de aceitabilidade do ruído em comunidades, independentemente da existência de reclamações e confrontando com parâmetros legais e seguindo a norma NBR 10.151/2000 relativa a limites de ruídos permitidos.

Autorização para supressão de vegetação e intervenção em APP.

Via de regra, qualquer atividade que envolva a intervenção em Áreas de Preservação Permanente (APP) e/ou a supressão de vegetação nativa, independentemente do tipo de vegetação e do estágio sucessional ou de desenvolvimento que se encontre, deverá ser autorizada pelo órgão ambiental competente. Logo, não se admite o corte ou a supressão de vegetação sem que se obtenha a devida autorização. Essas intervenções devem ser autorizadas pelo órgão ambiental competente, sendo este o responsável pelo licenciamento do empreendimento.  A autorização pode ser concedida durante o processo de licenciamento ambiental, ou, se a intervenção for posterior ao processo de licenciamento, deverá ser requerida uma autorização específica para intervir em APP. O Código Florestal (Lei n. 12.651/2012) estabelece as situações excepcionais autorizativas de intervenção ou supressão de vegetação nativa em APP. Com efeito, somente serão admitidas nas hipóteses de utilidade pública, de interesse social ou de baixo impacto ambiental (art. 8º). Pela Lei, a dispensa da autorização ocorrerá apenas para a execução, em caráter de urgência, de atividades de segurança nacional e obras de interesse da defesa civil destinadas à prevenção e mitigação de acidentes em áreas urbanas (art. 8º, § 3º). Assim, a regra é a obrigação e a dispensa é exceção.